Guia (alternativas) Software Open Source e Livre

A utilidade de qualquer tipo de computador (desktop, tablet, telemóvel, etc.) é inevitavelmente medida pelas suas funcionalidades e visto que sistemas operativos maioritariamente servem de intermédio entre a máquina e as aplicações (ou software para as crianças dos anos 90 e anteriores), são as últimas que se fazem valer pela sua utilidade.

A metodologia de desenvolvimento de software está dividida principalmente entre duas vertentes: proprietário, onde o código é apenas conhecido por quem o desenvolveu e não é divulgado publicamente, e pela metodologia de código aberto onde o código da aplicação é divulgado ao público. Estas duas metodologias trazem fortes divergências no propósito do projecto que concebe o software e na maneira como este será utilizado. A metodologia de código proprietário segue o modelo velho e testado de patentes onde um produto é concebido e protegido para que apenas o dono(s) dos direitos possa ter o beneficio monetário proveniente do uso do dito software e controlo sobre a sua distribuição. Por outro lado a metodologia de código aberto e livre serve para resolver problemas inerentes a uma sociedade moderna digital. Existem várias motivações para desenvolver software desta maneira, de onde salientamos a criação de ferramentas de trabalho universais, a vantagem  de não haver entraves a auditorias ao código (principalmente importante para testar qualidade e segurança visto que tudo o que o código faz está a vista de todos para ver), a continuação/preservação de projectos (se um autor desistir do projecto outros podem continuar) e por último a liberdade de qualquer pessoa pegar no código, alterar para servir um novo propósito e distribuir esse código com as suas alterações.

what-is-the-free-software-and-its-importance-in-technology-6-638

O que se segue será uma lista de software livre de código aberto (principalmente licenças GPL2 3 GPL3) que compila vários tipos de software para vários tipos de aplicações incluindo ferramentas de trabalho testadas e utilizadas em ambientes profissionais.  Esta lista é pensada para software compatível com os sistemas operativos Windows e distribuições GNU/Linux.  É importante referir que apesar de utilizarmos a palavra “alternativa” neste guia, o seu uso é meramente explicativo pois o propósito das ferramentas que se seguem é de servir uma funcionalidade e não de “imitar” outras ferramentas populares.

 

Torrents:

Um dos software mais populares para transmissão de ficheiros por torrent é o utorrent, uma aplicação que mesmo depois de controvérsias onde esta instalou software intrusivo sem o conhecimento dos utilizadores e também por conter anúncios (Link1 Link2), esta continua com grande popularidade. Não sendo esta aplicação a única visto que o software semelhante Vuze também mantém a prática de utilizar anúncios. Como uma alternativa segura e sem intrusões e anúncios e que serve o mesmo propósito sugerimos:

Privacidade Online:

Um WebBrowser baseado no código do Browser Firefox com modificações para prevenir com que o usuário seja identificado (mascara o IP). Devido á sua natureza este browser não guarda configurações nem histórico, pelo que é preciso dar sempre indicações manualmente sobre onde se pretende ir na web, e sendo assim este software é mais útil para situações, por exemplo, onde se pretende contornar sites com geo-restrições.   Aprovado pelo Edward Snowden.

Extensões para Browsers (Firefox e Chrome)

  • uBlock Origin: serve para prevenir a aparição de anúncios intrusivos que têm o potencial de invadir a privacidade do usuário ou de executar comandos nocivos.
  • Privacy Badger: previne a localização e identificação dos usuários por sites que estejam ligados á página que está a ser consultada.
  • NoScript: uma ferramenta difícil de utilizar, pois desativa funcionalidades consideradas essenciais no funcionamento da maioria dos websites, no entanto é a melhor forma de defesa de ataques efetuados na Internet pelo browser pois previne toda a execução de código enviado pelo website ou anúncios que são carregados de outros sites (apenas é carregado informação estática) até ser indicado como “seguro” pelo utilizador.

Office:

Apresentações, folhas de cálculo e documentos escritos. As principais ferramentas de qualquer escritório em código livre. O único inconveniente seria apenas ter de lidar com colaboradores/clientes que não lidam bem com este software (visto que a M$ insiste em criar incompatibilidades propositadas). Apesar dos jogos sujos, várias entidades governamentais já optam por utilizar software livre para reduzir nos custos/dependência.

Edição de vídeo:

Para edições de vídeo não profissionais (o que tipicamente seria conseguido com algo como windows movie maker) esta ferramenta consegue superar todas as alternativas de mercado não comerciais e ainda beneficia de ser de código aberto.

Gravação de vídeo (desktop/streaming):

Esta é uma alternativa profissional a software como fraps e bandicam (que são basicamente inúteis por comparação ao OBS) que já vem a ser utilizada por muitos youtubers profissionais ou por twitch streamers.

Codificador de vídeo:

Um codificador com parâmetros customizáveis, compatível com codecs modernos (h265, profundidade de cor até 12-bit) e capacidade de multithreading. As capacidades deste software tornam-se aparentes quando o mesmo foi utilizado como benchmark para testar CPUs.

Gravação de som + edição de som:

É uma ferramenta de qualidade ao nível industrial e utilizada por youtubers profissionais. Permite analisar faixas de som, editar, permite aplicar efeitos, amplificação e compressão e mais uma panóplia de utilidades para quem quer ter o seu mini estúdio de som.

Digital Audio Workstation (DAW):

Gravar, editar e misturar. Uma ferramenta com as funcionalidades essenciais para a produção de projectos musicais.

Pinturas digitais:

Útil para criação de ilustrações, banda desenhada, texturas, pinturas, etc..
Abaixo segue-se um vídeo ilustrativo das capacidades deste software.

Edição de imagem:

Editor de imagens imensamente customizável e com uma vasta seleção de ferramentas. Equivalente ao Adobe Photoshop.

Criação de imagens vectoriais:

Criação de imagens vectoriais, equivalente/alternativa a Adobe Illustrator e Corel Draw.

Análise numérica:

Software de analise numérica são a ferramenta essencial de um engenheiro que se prese. Estes podem ser utilizados para análises estatísticas, processamento de sinais, modelações físicas (transferência de calor, interferometria, dinâmica de fluidos…demasiadas aplicações para colocar aqui.) ou pode ser utilizado simplesmente como uma super calculadora gráfica. É pertinente mencionar que o Octave tem grande compatibilidade com o código utilizado pelo software proprietário Matlab.

Gerador de palavras-passe:

Uma ferramenta muito útil para gerar e armazenar palavras-passe. Tem a possibilidade de gerar chaves aleatórias (configuráveis com vários tipos de caracteres) com qualidades acima de 256 bit se necessário (ou por outras palavras, demorariam dezenas de anos de um supercomputador a tentar palavras-passe aleatórias até conseguir acertar).

 

Este artigo será atualizado conforme o feedback e novas descobertas de ferramentas úteis de código livre.

-Ricardo

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s